segunda-feira , 26 agosto 2019

Polícia Federal indicia Sérgio Cabral e outras 15 pessoas Crimes investigados incluem corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro

Crimes investigados incluem corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro

cabral-preso
Foto: Reprodução

Foi concluído pela Polícia Federal (PF) nesta sexta-feira (2) o inquérito da primeira fase da Operação Calicute, que investigou crimes de corrupção na gestão do ex-governador Sérgio Cabral, atualmente preso.

Ao todo 16 pessoas foram indiciadas por crimes de corrupção passiva e ativa, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Outros inquéritos serão instaurados pela PF para aprofundar as investigações.

De acordo com dados da apuração, os crimes chegam a R$ 220 milhões, pagos por grandes empreiteiras como propina para garantir obras públicas. Na casa do ex-governador, foram apreendidas joias no valor estimado de R$ 2 milhões. Cabral foi preso dia 17 de novembro.

Além do ex-governador, sua esposa Adriana Ancelmo, Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, Luiz Carlos Bezerra, Hudson Braga, Wagner Jordão Garcia, José Orlando Rabello, Carlos Jardim Borges, Pedros Ramos de Miranda, Luiz Alexandre Igayara, Paulo Fernando Magalhaes Pinto Gonçalves, Luiz Paulo dos Reis, Alex Sardinha da Veiga, Rosângela de Oliveira Machado Braga e Jessica Machado Braga fazem parte da lista de indiciados.


Mais do SFn