terça-feira , 23 outubro 2018

Polícia poderá usar fuzis e metralhadoras apreendidos com criminosos Armas, que eram destruídas pelo Exército, poderão ser usadas em defesa da sociedade

Armas, que eram destruídas pelo Exército, poderão ser usadas em defesa da sociedade

Fotos: Arquivo SFn

A partir desta quinta-feira (22/12), com a edição do Decreto nº 5.123/2004, sobre a doação de armas apreendidas aos órgãos de segurança pública e às Forças Armadas, os fuzis e metralhadoras apreendidos poderão ser utilizados em defesa da sociedade.

A informação foi divulgada nesta quinta pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em sua página no Facebook. Segundo ele, somente esse ano, mais de 800 fuzis foram apreendidos no Brasil.Até então armas irregulares eram destruídas pelo Exército, mesmo aquelas em condições de funcionamento.

Agora, ainda segundo o ministro, os modernos, novos e operacionais fuzis deixarão de ser destruídos e poderão ser aproveitados pelas Polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal que os apreenderem, mediante a solicitação ao Ministério da Justiça e Cidadania. Alexandre agradeceu ainda o apoio do Ministério da Defesa e do Comando do Exército nesta importante medida de fortalecimento das policiais e economia aos cofres públicos.


Mais do SFn