terça-feira , 21 novembro 2017

Policiais de Cordeiro salvam taxista de Bom Jardim que estava sendo enforcado por adolescente durante assalto na RJ-116 Taxista também foi agredido. Menor usou o cinto de segurança e fios de carregadores de celular para enfocar o taxista que já estava bem desfalecido e foi reanimado pelos policiais

Taxista também foi agredido. Menor usou o cinto de segurança e fios de carregadores de celular para enfocar o taxista que já estava bem desfalecido e foi reanimado pelos policiais

Fotos: SF Notícias

Policias militares de Cordeiro salvaram a vida de um taxista de Bom Jardim que foi agredido e estava sendo enforcado por um adolescente durante um assalto na RJ-116, próximo ao trevo de Duas Barras.

Os policiais voltavam de Nova Friburgo quando o instinto de policial militar falou mais alto. Ao passar pelo trevo os PMs encontraram um táxi parado na rodovia (praticamente na calha usada para escoar água da chuva) e suspeitaram da atitude de um homem que estava no volante e não conseguia sair com o carro.

Ao perceber a presença dos policiais, o acusado, que é um adolescente de 17 anos, abriu a porta do carro e tentou fugir pelo mato às margens da rodovia, mas foi alcançado e detido pelos policiais. Ao revistarem o carro, os PMs encontraram o taxista de cabeça para baixo no banco do carona com o cinto de segurança e fios de carregadores de celular enrolados no pescoço.

Imediatamente os policias cortaram os fios e o cinto e conseguiram retirar o taxista que já estava bem desfalecido e reanimaram a vítima. Antes de começar a ser enforcado, o taxista também foi agredido pelo menor. Os policiais conseguiram reanimar a vítima que foi socorrida em seguida por equipes da concessionária que administra a rodovia e o Corpo de Bombeiros.

Segundo informações do subtenente Sainato, o menor havia chamado o táxi para uma corrida até Monnerat, ao Morro do Sabão, local de venda de drogas. Na volta para Bom Jardim, o menor pediu ao taxista para que o condutor parasse o carro para ele urinar, foi ai que ele começou a agredir o taxista.

Além de salvar o taxista e de apreender o acusado, os policiais conseguiram recuperar o celular e os documentos pessoais da vítima, além de mais de R$ 300 reais.


Mais do SFn