sexta-feira , 19 outubro 2018

Postos devem coibir permanência dentro do carro durante abastecimento com GNV Projeto de Lei seguiu para a aprovação ou veto do Governador

Projeto de Lei seguiu para a aprovação ou veto do Governador

Fotos: Reprodução

Foi aprovada em segunda discussão na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) o projeto de lei 973/15, que prevê que os postos de combustíveis divulguem avisos coibindo a permanência de pessoas dentro dos veículos enquanto for feito o abastecimento de gás natural veicular (GNV).

A proposta segue para o governador Luiz Fernando Pezão, que tem até 15 dias úteis para decidir pela sanção ou veto. Segundo os autores, Carlos Macedo (PRB) e Luiz Paulo (PSDB), a utilização do GNV necessita de cuidados.

“Com a queima mais lenta que a da gasolina, o gás natural é mais econômico e popular, mas seu uso também tem pontos negativos. O GNV requer maior atenção, como vistoria regular para verificar se não há vazamentos. No entanto, muitas pessoas não tomam esses cuidados, o que pode provocar uma explosão”, afirma Luiz Paulo. Os postos poderão ser multados em cerca de R$ 1,6 mil em caso de descumprimento.


Mais do SFn