segunda-feira , 10 dezembro 2018

Prefeitura de Trajano de Moraes ainda contabiliza prejuízos após fortes chuvas Houve queda parcial de pontes, pontos e inundações, locais isolados, quedas de barreiras

Houve queda parcial de pontes, pontos e inundações, locais isolados, quedas de barreiras

Fotos: prefeitura

A prefeitura de Trajano de Moraes, ainda não conseguiu contabilizar os prejuízos causados pelas chuvas que atingiram todo o município. Equipes responsáveis pelo levantamento vão continuar percorrendo as regiões mais atingidas. O prefeito Rodrigo Viana e o vice Jorginho Diniz já pediram ajuda ao Governo do Estado, através de ofício enviado a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro – EMATER, com maquinários.

De acordo com o prefeito Rodrigo Viana, a dificuldade está no acesso às fazendas e residências na região rural, devido à situação das estradas. “Graças a Deus não perdemos vidas, mas a situação dos acessos, assim como nas lavouras, está complicada. Tivemos vias totalmente fechadas por conta de quedas de barreiras. Em outros lugares a força da água arrastou manilhas e dutos de água”, afirmou Rodrigo Viana.

Equipes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Obras e Serviços Públicos, Secretaria de Agricultura e Secretaria do Meio Ambiente foram distribuídas para verificar a situação pelos locais mais afastados, assim como as estradas de acesso. Representantes do governo municipal só vão poder contabilizar os prejuízos após levantamento final feito pelas equipes.

Ainda de acordo com o prefeito, a equipe de governo já se reuniu com objetivo de pedir ajuda para ao Governo Estadual e Governo Federal para município, mas para oficializar é necessário esperar a finalização do documento com o levantamento dos danos totais. “Informações levantadas pela prefeitura dão conta que foram registrados mais de 118 milímetros de chuva na cidade, mais do que o esperado para todo o mês de novembro”, destacou o prefeito Rodrigo Viana.

Produtores rurais e famílias das regiões afastadas da área urbana, foram as mais afetadas. Diversos trechos de estradas rurais ficaram bloqueados e pelo menos 40 famílias chegaram a ficar isoladas, até a chegada de funcionários e máquinas da prefeitura de Trajano de Moraes.

“Registramos ainda queda parcial de pontes, muita lama em vários pontos e inundações em locais isolados. Vale lembrar que ano passado e este ano o Governo do Estado esteve na cidade com o projeto Limpa Rios do Instituto Estadual do Ambiente – INEA. Quero aqui agradecer o empenho e dedicação de cada funcionário da prefeitura e as pessoas que se dispuseram a ajudar nesse momento difícil que passa nossa área rural. ”, lembrou o vice-prefeito Jorginho Diniz.


Mais do SFn