Dois adolescentes apreendidos acusados de homicídio em Campos

A Polícia Civil apreendeu dois menores, um deles teria confessado ter atirado e
matado o ator e animador cultural David da Costa Moreira, criador e intérprete de Laysa Lisa e do Palhaço Alegria, que foi encontrado morto na calçada de uma residência na Rua Cardoso de Melo, no Parque Rosário, em Campos, na madrugada deste sábado (15/03).

Segundo a Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 4h, e que rapidamente uma equipe foi enviada ao local. Foram colhidos dados com as vítimas e feito buscas de possíveis câmeras de monitoramento em casa próximas ao local do crime. Uma delas teria flagrado dois rapazes correndo pela rua, um deles com uma arma na mão.

O setor de inteligência da 134ª DP identificou um dos menores, A., de 17 anos, que já teria um registro na unidade por porte de arma e já estaria sendo investigado pelo possível envolvimento em um homicídio ocorrido no Farol de São Tomé durante o último verão.

Foi levantado o endereço do suspeito e os policiais foram a casa dele, onde foi localizado um revólver calibre 38 desmuniciado. O adolescente apontou o outro menor de 16 anos que estava com ele na hora do crime. Os dois foram apreendidos e conduzidos à DP.

O adolescente de 17 anos confessou que estava no bar com o amigo, onde teria encontrado com a vítima, com a qual já teria feito programas, e combinado de se encontrarem na casa onde ocorreu o crime. A vítima teria tido relações sexuais com os dois e se recusado a pagar R$ 150 pelo programa. Este teria sido o motivo de A. de 17 anos, ter matado a vítima depois de discutirem pelo pagamento.

Depois de matar a vítima, ainda segundo o adolescente A., ele e o amigo teriam fugido para suas casas. O delegado contou que um parente de um deles teria retornado mais tarde ao local do crime e colhido o celular e os sapatos de David.

Fonte: Redação/Ururau

 


Mais do SFn