Primeira presidente mulher na história da subseção da OAB de Cambuci é empossada Fernanda Chaves Castro é a primeira mulher a ganhar uma eleição da OAB na região; Ela pretende atuar não somente em defesa da classe, mas também em benefício da sociedade

Fernanda Chaves Castro é a primeira mulher a ganhar uma eleição da OAB na região; Ela pretende atuar não somente em defesa da classe, mas também em benefício da sociedade

Fotos: Vinnícius Cremonez/ SF Notícias

Tomou posse, em cerimônia solene realizada no Fórum de Cambuci na tarde desta quinta (28/02), a primeira mulher a presidir a subseção da Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB) do município, desde sua criação em 1994. A posse da Drª Fernanda Chaves Castro é um marco visto que foi a primeira vez em que uma mulher ganhou uma eleição da OAB na região.

A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades, como o vice-prefeito Bruno Fragoso, vereadores, o comandante do destacamento do Corpo de Bombeiros de Cambuci, capitão Peres, o Secretário de Saúde, Agnaldo Peres Melo, o Coordenador Regional do DAS, Alex Lopes, representantes da Segunda Igreja Batista, Maçonaria e Academia de Letras, além do Juiz Paulo Vitor Siqueira Machado e do Defensor Fernando Hadime.

Também tomaram posse os integrantes da nova diretoria, composta majoritariamente por mulheres: Murillo Silva Defanti, como vice-presidente,  Alaine Leal de Azevedo, tesoureira, Helky Machado Defanti, secretaria geral e Sabrina Évea Cochito, Secretaria geral adjunto.

Em seu discurso, a nova presidente ressaltou a paixão de exercer a profissão em sua cidade natal e também tratou sobre o senso de gratidão que sempre permeou sua vida. Ela falou ainda sobre o importante papel de sua profissão. “Entendo que o papel do advogado deve ser o de mediador, sujeito acessível a todos, de modo a contribuir para o ideal de justiça, motivo embrionário para qualquer operador do direito”.

Em entrevista ao SF Notícias, ela falou um pouco sobre sua trajetória, revelando que não tinha o objetivo de ser advogada, apesar de sempre ter amado o Direito. “Eu sempre me via como Servidora Pública. E aí por fatores particulares, eu morava em Campos, fui pro Rio, sempre estudando, eu tive que retornar para Cambuci. E a fim de sobreviver eu comecei a advogar, foi quando eu descobri que era apaixonada por isso. Então eu realmente faço o que eu amo, não me vejo em outra função. Pra mim trabalhar em Cambuci é uma satisfação muito grande porque aqui é uma cidade pequena e a gente conhece todo mundo, então a gente sabe exatamente os anseios da sociedade, as necessidades, as dificuldades, então lutar por esse povo é muito gratificante”. – afirmou a presidente que em julho completará 12 anos de profissão.

O convite para se candidatar à presidência da subseção partiu de dois grandes amigos, Dr. Tony Correa e Dr. Luiz Baptista. Mesmo receosa, por tamanha responsabilidade e sendo mãe de dois filhos pequenos, apoiada pelo marido ela encarou o desafio. “A última eleição que teve eu fui convidada para ser vice-presidente, porém a fim de haver uma composição, porque existia uma política, eu abri mão para compor e vir chapa única. Na verdade não era um desejo do meu coração, mas dois amigos incentivadores acharam que eu tinha o perfil e poderia lutar pelos anseios da sociedade e dos advogados. No início eu fiquei temerosa, mas depois aceitei como um desafio, e se é o que eu amo, eu estou num lugar que eu amo, na profissão que eu amo, na cidade que eu amo, eu acho que não posso me acovardar, eu tenho que lutar”. – ressalta.

Questionada sobre como se sente sendo a primeira mulher a assumir o cargo ela afirma: “Isso é uma honra porque as mulheres vêm lutando há muitos anos para ocupar um espaço de liderança em todos os órgãos. É a primeira vez na história de Cambuci que ocorre uma eleição, porque todas as outras vezes foi chapa única, e é a primeira vez que uma mulher sai vitoriosa. Na verdade a gente não quer tratar isso com diferença, mas a gente entende que mulher tem força e pode fazer muito pela classe então nosso objetivo é lutar e é uma honra muito grande”.

Drª Fernanda Chaves também falou sobre seus objetivos à frente da subseção, não somente em defesa da classe, mas também em benefício da sociedade. “A OAB é uma entidade para defender as prerrogativas dos advogados, esse é o principal ideal. A nossa classe, por ser de um município pequeno, tem sofrido muito com descaso, é muito complicado trabalhar em município pequeno e conseguir sobreviver da advocacia. A gente nota que muitas vezes as prerrogativas dos advogados não são respeitadas, então esse é um objetivo nosso. Além disso, a OAB tem importante influência porque ela é a voz da sociedade, então em qualquer ramo social a OAB vai estar de portas abertas para implementar qualquer projeto social, projetos de ajuda em todas as áreas. Quando alguém se sentir prejudicado no seu direito, a OAB deseja ser a voz da sociedade. Eu sou a presidente, mas o grupo todo está engajado no trabalho, então a gente quer mostrar para que veio, a gente quer lutar. Eu desejo muito ser a voz dos advogados”. – finalizou.


Mais do SFn