segunda-feira , 18 novembro 2019

Procurado pela morte de “Chicão da Linguiça”, em Cordeiro, é preso e expulso do Paraguai Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, Hiago foi preso juntamente com outro brasileiro tirando fotos de uma área do Palácio do Governo, onde fica o presidente Mario Abdo Benítez, principalmente dos guardas do Regimento Presidencial de Escolta e das armas que eles estavam usando

Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, Hiago foi preso juntamente com outro brasileiro tirando fotos de uma área do Palácio do Governo, onde fica o presidente Mario Abdo Benítez, principalmente dos guardas do Regimento Presidencial de Escolta e das armas que eles estavam usando

Foto: reprodução

O último procurado pelo assassinato de “Chicão da Linguiça” acabou sendo preso pela polícia do Paraguai. Hiago Araújo Souza, de 23 anos, teria participação na morte de Francisco José Wermelinger, de 67 anos, ocorrida no dia 25 de fevereiro desse ano, que chocou os moradores de Cordeiro (veja as informações sobre o crime no final), na Região Serrana do Rio. Outras quatro pessoas já haviam sido presas. Segundo o Ministro do Interior do Paraguai (foto), Hiago foi preso juntamente com outro brasileiro tirando fotos de uma área do Palácio do Governo, onde fica o presidente Mario Abdo Benítez, principalmente dos guardas do Regimento Presidencial de Escolta e das armas que eles estavam usando, em Assunção. A suspeita é de que eles estariam estudaram a rotina de segurança do presidente. Ele e o outro brasileiro, identificado como Gustavo de Sant Anna, 29, foram expulsos do Paraguai e entregues à Polícia Federal Brasileira na Ponte Internacional da Amizade, que liga os dois países. “No hubo motivos para imputar a estas personas en nuestro país, pero al tener órdenes de captura en Brasil, se procedió a la expulsión y entrega de los mismos a la Policía Federal Brasileña, como lo establece el marco legal vigente”, disse o ministro do interior Juan Ernesto Villamayor. (continua após a foto)

Segundo o ministro, os cidadãos brasileiros chegaram à capital e se registaram em um albergue, mas sequer se instalaram no estabelecimento. Eles foram até a área do Palácio do Governo tirar fotos, principalmente dos guardas do Regimento Presidencial de Escolta e de armas. Após a identificação deles, agentes da 1ª delegacia descobriram que ambos possuem um histórico com anotações criminais no Brasil, e que um deles, o Hiago, era procurado. Em abril o SF Notícias mostrou que o Portal dos Procurados havia divulgado um cartaz oferecendo uma recompensa de R$ 1 mil para obter informações que pudessem lavar a prisão de Hiago pela morte de “Chicão da Linguiça”. Após ser entregue para a Polícia Federal do Brasil, Hiago foi levado para uma delegacia da Polícia Civil, em Foz do Iguaçu.

Francisco José Wermelinge foi morto com pauladas dentro de sua própria residência, no bairro Jardim de Alá, em Cordeiro. Segundo informações da Polícia Civil, Francisco foi encontrado morto por um funcionário dentro de um dos quartos da casa. O carro da vítima foi levado e encontrado horas depois, incendiado, na localidade de Bonsucesso, na zona rural do município. Quatro pessoas já haviam sido presas. Com um deles, identificado como Lucas Neves de Souza, os policiais da 154ª Delegacia Legal de Cordeiro encontraram a motocicleta utilizada por dois outros envolvidos no dia do crime. Com Wesllen Velozo Silva, de 23 anos, os policiais recuperaram a quantia de R$ 7.000,00, que teria sido roubada da vítima, além de um capacete que teria sido adquirido com parte do dinheiro roubado. Já com Ivan Alves Velozo Junior, de 23 anos, os policiais apreenderam uma motocicleta que foi comprada por R$ 4.500,00 horas após o crime. (continua após a foto)

Segundo as investigações, o dinheiro usado na compra teria sido roubado da vítima. Um adolescente, de 17 anos, também participou do crime. Com ele foi apreendido R$ 2.600.00. Dentro da casa da vítima, que morava sozinha, os policiais encontraram R$ 160 mil, dinheiro que não foi levado. Conforme informações preliminares apuradas pela equipe da delegacia, os acusados sabiam que o idoso guardava dinheiro em casa, mas não tinham ciência da quantia que havia na residência. Hiago era o único envolvido no crime que ainda não tinha sido preso. Ao SF Notícias, o delegado responsável pelo caso, Dr. Robson Pizzo, disse que informou ao Serviço de Polícia Interestadual (Polinter) sobre o mandado de prisão contra Hiago. Ainda não há informações se ele será transferido para um presídio no Rio de Janeiro.

Fonte: SF Notícias /Ministerio del Interior – Paraguay /La Nación

Mais do SFn