Professora é morta a tiros dentro de academia em Campos Segundo a PM, testemunhas contaram que os disparos foram efetuados pelo ex-companheiro, que ainda não foi encontrado

Segundo a PM, testemunhas contaram que os disparos foram efetuados pelo ex-companheiro, que ainda não foi encontrado

Crime é investigado pela delegacia de Guarus

Uma professora foi assassinada a tiros dentro de uma academia na noite desta quarta-feira (03/07), no distrito de Travessão, em Campos. Regiane da Silva Santos, de 35 anos, estava na academia localizada na Rua Vicente Pelegrini quando um homem chegou ao estabelecimento em um veículo. Ele desceu do carro e começou a efetuar disparos contra a professora, que não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser levada para o hospital.

De acordo com informações do 8º Batalhão de Polícia Militar, o autor dos disparos, que seria o ex-companheiro da professora, fugiu em um veículo – Ford Fiesta de cor preta – e ainda não foi localizado. Regiane deixa três filhas menores de idade. Policiais contaram que Regiane morava no município de Cardoso Moreira com o marido, mas após se separarem, ela passou a morar em Travessão.

Ela dava aula em uma escola particular que fica no mesmo distrito onde o crime aconteceu. Em luto a escola suspendeu as aulas nesta quinta-feira (04). ” A escola lamenta o incidente e aproveita para expressar a admiração pelo trabalho competente da professora, o caráter inquestionável em nossa instituição e a amizade contagiante que fez de Regiane uma pessoa marcante para todos nós“, diz a postagem da escola em uma rede social.

Após perícia, o corpo da professoram foi removido para o Instituto Médico Legal (IML). Ela teria sido atingida por pelo menos cinco disparos. O crime foi registrado e segue sendo investigado pela 146ª Delegacia Legal de Guarus.

Mais do SFn