Protetores de São Fidélis fazem apelo para que animais de rua não morram de fome Pedido é para que moradores ajudem colocando ração e água em frente às residências; estabelecimentos que forneciam alimentos para os animais estão fechados, como medida de prevenção ao coronavírus

Pedido é para que moradores ajudem colocando ração e água em frente às residências; estabelecimentos que forneciam alimentos para os animais estão fechados, como medida de prevenção ao coronavírus

Fotos: SF Notícias

Com as medidas de prevenção ao coronavírus, como fechamento do comércio, os animais de rua acabaram ficando sem locais para se alimentar, já que algumas lanchonetes, restaurantes e bares que estão fechados forneciam alimentos. Com isso, os protetores do município de São Fidélis fazem um apelo para que os cães que vivem na rua não morram de fome. O pedido é simples, para que os moradores disponibilizem potes com comida e água em frente as suas residências. “Eles não terão mais o que comer se nós não ajudarmos. Vamos fazer nesses dias uma união para que eles não passem mais necessidades do que já têm” – pediu Angerlany Carneiro. (continua após a publicidade)

Sem locais para se alimentar, esses animais acabam espalhando o lixo, e podem acabar brigando entre si. A veterinária Késya Alice explica que os animais não transmitem coronavírus para os humanos, já que os subtipos do vírus que infectam os cães/gatos não são responsáveis pelo coronavírus (Covid-19) em humanos. Ela ressalta que os animais não precisam ser isolados, e muito menos abandonados.

Mais do SFn