sexta-feira , 17 novembro 2017

QUAL A ALIMENTAÇÃO IDEAL PARA QUEM TEM CÁLCULO RENAL

O cálculo renal é uma massa sólida formada por pequenos cristais. Um ou mais cálculos podem ser encontrados nos rins ou ureteres ao mesmo tempo. As pedras no rim podem se formar quando a urina contém certas substâncias em excesso. Essas substâncias podem criar pequenos cristais que se transformam em pedras. O maior fator de risco para cálculos renais é a desidratação.

Qual é a alimentação ideal para pessoas que têm ou já tiveram cálculo renal?

 

Reprodução
Reprodução

– Beber de 2 a 3 litros por dia de água, chás de ervas e flores;

– Chás e café, com ou sem cafeína, são associados à redução do risco para cálculo renal. Já o chá preto e o mate devem ser evitados;

– Evitar bebidas alcoólicas;

– Consumir pequenas quantidades de proteína animal: carne bovina, suína, aves, peixes, frutos do mar, vísceras, miúdos e ovos;

– Evitar alimentos ricos em purina como: anchovas, sardinha, fígado, rim, miolo, marisco, bacon, peru, carne bovina, carne suína, truta, bacalhau;

– Consumir proteína de origem vegetal, presente nos feijões, soja, ervilha e lentilha;

– Evitar a ingestão excessiva de sal, de alimentos industrializados (catchup, mostarda, shoyu, temperos prontos etc), enlatados (milho, ervilha), conservas (picles, azeitona, palmito), embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, presunto etc.);

– Alimentos ricos em potássio podem proteger contra a formação de cálculos. Incluam na alimentação diária leguminosa (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), frutas oleaginosas (castanhas), frutas (banana, melão, laranja) e vegetais (acelga, couve, beterraba, couve-flor, espinafre, entre outras);

– Utilizar suplemento de ácido ascórbico (ou vitamina C) somente com prescrição de médico ou nutricionista;

– Apesar de grande parte dos cálculos renais serem formados de cálcio, não é necessário restringir o consumo de alimentos fontes de cálcio, como leite, iogurte, queijos e vegetais verde-escuros. Basta consumi-los com moderação;

– Consumir doces e açúcar com moderação;

– Incluir na alimentação diária cereal integral, leguminosas, verduras, legumes, frutas e muito líquido.

“É importante adotar uma dieta com menor quantidade de proteína para evitar a sobrecarga renal”. Peça ajuda ao um nutricionista.


Mais do SFn