quinta-feira , 8 dezembro 2016
dengue

Repartições estaduais devem promover mutirões semanais contra o mosquito Aedes aegypti

1
Fotos: arquivo

O decreto está valendo desdo valendo desde o último dia 04. O governador Luiz Fernando Pezão estabeleceu que todas as repartições públicas do estado devem promover mutirões semanais para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti. Além disso, foi determinada a criação de uma força-tarefa envolvendo a Secretaria de Saúde e a Defesa Civil para atuar no combate ao zika vírus, dengue e febre chikungunya.

A partir do dia 18 deste mês, cerca de 600 militares do Corpo de Bombeiros vão passar a vistoriar as residências na Baixada Fluminense e na Região Metropolitana II, que inclui municípios como Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, para identificar e eliminar possíveis focos do Aedes.

A ação será desenvolvida com o apoio das prefeituras, que devem disponibilizar agentes de endemias para atuar em conjunto com os bombeiros. A estratégia deve acontecer até o mês de maio, quando historicamente ocorre um declínio das notificações das doenças.

“A força-tarefa vai atuar tanto na prevenção quanto no combate ao mosquito, mas sabemos que o zika vírus representa um perigo maior para as grávidas porque pode causar a microcefalia nos bebês. Uma das principais funções das equipes é identificar onde estão as gestantes da região para que possamos intensificar as ações no entorno”, disse o secretário de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr.

Os bombeiros serão os responsáveis pela visita, orientação e eliminação dos focos, e os agentes serão acionados quando houver necessidade do tratamento com larvicidas, como por exemplo, em caixas d’água sem tampa.

“Conseguiremos fazer uma varredura territorial”, explicou o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *