segunda-feira , 20 janeiro 2020

Rio Pomba sobe em Pádua, mas ainda não preocupa; diz Defesa Civil O que preocupa a Defesa Civil no momento são as áreas de risco de deslizamento devido ao acumulado de chuva

O que preocupa a Defesa Civil no momento são as áreas de risco de deslizamento devido ao acumulado de chuva

Imagens: Otony Faria / Felipe Ribeiro

O nível do Rio Pomba, em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, está alto, mas ainda não preocupa a Defesa Civil, já que o nível está abaixo da cota de transbordo, e seus afluentes também estão abaixo de suas cotas. Na cidade, o nível de transbordo é de 5 metros, e o nível do rio atualizado está em 2.82. Em Cataguases, por exemplo, por onde o Rio Pomba também passa, a Defesa Civil informou que nas últimas horas o nível do rio recuou em 35 centímetros. O nível do Rio Xopotó, um afluente do Pomba, está bem abaixo da cota de transbordo. A cota de inundação é de 7 metros, e atualmente, o nível está em 2,6 m. A Defesa Civil publicou um informativo com os níveis dos rios que influenciam no nível do Rio Pomba em Pádua (veja AQUI). (continua após a foto)

O que preocupa a Defesa Civil no momento é o acumulado de chuva e a previsão de precipitações para os próximos dias. O solo já está bem encharcado, e com mais chuvas, podem ocorrer deslizamentos de terra em áreas consideradas de risco no município. Entre o dia 06 e o dia 12, o pluviômetro instalado no Centro de Pádua registrou o acumulado de 74.2 milímetros, já o do bairro Dezessete, 71 mm. Segundo o secretário de Defesa Civil de Pádua, Otony Francisco Faria, o município possui áreas de risco na parte alta do Cidade Nova, no Morro da Caixa D’água, no Morro da Borracha, no Gabry, na Rua São João Batista e na Avenida Souza. Quem mora em áreas de encosta deve redobrar a atenção caso ocorra uma nova pancada de chuva de forma significativa. Em casos de emergência os moradores devem ligar para: 199, 193, 153 e 190.

Mais do SFn