RJ registra mais de 30 mil casos de chikungunya este ano Número representa uma elevação em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 22.100 notificações

Número representa uma elevação em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 22.100 notificações

O estado do Rio de Janeiro registrou 30.871 casos de chikungunya do início do ano até a última segunda-feira (20/05). Em comparação ao mesmo período do ano passado, o número representa uma elevação, já que foram registradas 22.100 notificações.

Os dados são da Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, da Secretaria de Estado de Saúde. Somente na capital desde janeiro foram registrados 11.392 casos, enquanto em todo o ano passado houve 10.693 registros.

A Secretaria de Estado de Saúde (SMS) informou que desde 2017 alerta sobre a possibilidade do aumento do número de casos de chikungunya no Rio, por causa do perfil epidemiológico da população.

“De todas as arboviroses que ocorrem no estado do Rio, a chikungunya – que teve os primeiros casos registrados na cidade em 2015 – é a de maior probabilidade de ocorrência, uma vez que é causada por um vírus com o qual a maioria da população ainda não teve contato. Isso faz com que grande parte da população esteja sem imunidade e suscetível à chikungunya”, destacou.

Segundo a SMS, o aumento do número de casos este ano ocorre justamente no período mais chuvoso e quente do ano. Vale ressaltar que ações simples e rotineiras da população são suficientes para o controle e apenas dez minutos por semana são suficientes para verificar possíveis focos do mosquito.

Fonte: Agência Brasil


Mais do SFn