terça-feira , 6 dezembro 2016
seca paraíba 4

Rompimento de barragem em Cataguases completa 13 anos

acidente cataguases 1
Espuma tomou conta do Rio Paraíba

29 de março de 2003. Uma data que ficou na memória de pescadores e moradores de várias cidades dos estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Naquele dia, uma barragem de rejeitos industriais se rompeu em Cataguases. O caso que ficou conhecido como “acidente de Cataguases” aconteceu na Fazenda Bom Destino, que fica há 13 quilômetros da área urbana daquele município.

Com o rompimento da barragem, 900 mil metros cúbicos de rejeitos industriais, um licor negro – material orgânico constituído basicamente de lignina e sódio – foram lançados na Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul.

O abastecimento de água foi interrompido por mais de uma semana em diversas cidades ao logo dos rios Pomba e do Rio Paraíba do Sul, como Santo Antônio de Pádua, Itaocara, Cambuci, São Fidélis e Campos.

acidente cataguases 3
Barragem foi desativada

“Em minha rua, os moradores se uniram. Cada um ajuda ao outro. Acabava a água em uma casa, pegava com o vizinho. Foi assim até o abastecimento voltar ao normal”, disse José Dias, morador do bairro Vila dos Coroados. O governo do Estado enviou carretas do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil para ajudar no abastecimento dos municípios.

O rompimento da barragem se tornou um dos maiores acidentes ambientais do Brasil. Anos depois outras duas barragens se romperam no estado de minas, como a de Miraí, que já havia vazado em 2006, e se rompeu em 2007.

O rompimento da barragem de rejeitos de bauxita provocou a morte de peixes e arrastou casas, carros e propriedades rurais inteiras em Muriaé, cidade vizinha. Passados 13 anos, o Estado do Rio de Janeiro ainda está ameaçado por outras 12 barragens de rejeitos de Minas Gerais, que estão próximas aos rios da Bacia do Paraíba do Sul.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *