quarta-feira , 21 agosto 2019

Roubos de cargas no estado têm redução de 20% no primeiro semestre de 2019 Em 2018, em seis meses foram 4.500 roubos e neste ano, até o momento, foram registrados 3.600 casos

Em 2018, em seis meses foram 4.500 roubos e neste ano, até o momento, foram registrados 3.600 casos

Fotos: SF Notícias

O delegado Vinícius de Morais, da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), revelou que houve redução de 20% nos roubos de cargas no estado no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período do ano passado. “Em 2018, tivemos em seis meses 4.500 roubos e neste ano, até o momento, foram registrados 3.600 casos. Houve uma melhora nos números por conta da diminuição deste crime em todo estado”, afirmou o delegado. A declaração foi feita na audiência pública da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Roubo de Cargas no Estado do Rio de Janeiro, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), realizada nesta quinta-feira (13/06), no Auditório Senador Nelson Carneiro, anexo ao Palácio Tiradentes.

Morais defendeu, ainda, a inclusão do crime de roubos de cargas no sistema de metas do governo do estado como prioridade para que os policiais envolvidos no combate e na investigação do delito possam receber gratificação. “São metas na previsão do estado que se as polícias conseguem manter vão receber por isso. No meio da escassez de recursos que estamos vivendo, os agentes se baseiam por essas metas consideradas prioritárias”, destacou o delegado.

Presente ao debate, o gerente de segurança do Aeroporto Santos Dumont, Cláudio do Carmo Fialho, afirmou que é necessário um reforço urgente no policiamento principalmente na via de acesso ao terminal de carga do aeroporto: “Neste ano, registramos três ocorrências; um furto, uma tentativa de furto e apenas um roubo. É uma área abandonada e deserta e há dificuldade de acionar a polícia. Temos uma comissão de segurança interna para definirmos algumas ações para combater os riscos que possam afetar as ações no aeroporto como, por exemplo, invasão a uma área restrita de segurança”.

Para o vice-presidente da Frente Parlamentar de Enfrentamento ao Roubo de Cargas no Estado do Rio de Janeiro, da Alerj, deputado Chicão Bulhões (NOVO), o reforço da segurança principalmente no entorno dos Aeroportos Santos Dumont, no Centro, e Antonio Carlos Jobim, o Galeão, na Zona Norte da capital, é fundamental para o aquecimento da atividade econômica no estado.

“Precisamos voltar a trazer voos para o Rio de Janeiro, que possibilitará uma maior quantidade de espaço de cargas nos aviões disponíveis. Todos os esforços da Frente são para aumentar o poder de compra da população e também no sentido de gerar mais empregos”, declarou o deputado. Também estiveram presentes na audiência pública representantes das empresas aéreas LATAM e American Airlines e do Aeroporto Internacional Tom Jobim.


Mais do SFn