terça-feira , 19 setembro 2017

Secretaria de meio ambiente cria campanha contra desperdício de água em Itaocara

Fotos: Manuela Escalla
Fotos: São Fidélis Notícias / Cléber Morais

A seca que está agredindo severamente o Norte e Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, como em outras regiões do país, têm causado uma série de discussões nas cidades afetadas, entre a população e os órgãos públicos, que preocupados com uma possível falta d’água, solicitam que as pessoas economizem, parando com os desperdícios.

Desperdício de água /foto Manuela EscallaNo município de Itaocara, esta situação de desperdício também é uma realidade, e para aqueles que não concordam e ficam indignados ao constatarem algo assim, começaram a tirar fotos e publicarem nas redes sociais, uma ação que está gerando opiniões controvérsias.

Em respaldo as reclamações dos munícipes e dessas denúncias nas redes sociais, a secretaria de meio ambiente criou uma campanha chamada “Água é vida”, que consiste em denunciar o autor de algum desperdício, para que a secretaria explique a situação do rio e faça todo o trabalho de orientação ao denunciado. Para falar sobre esta iniciativa, o secretário de meio ambiente, Régis Lindolfo Martins Rodrigues, nos concedeu uma entrevista explicando o processo.

“As pessoas poderão notificar a prefeitura sobre qualquer ato de desperdício, sendo que o nome será mantido em sigilo, mas esta não será uma ação de acusação, e sim de orientação ao autor, para que ele não pratique o erro novamente.” Disse ele.

O secretário explicou ainda, que na sua opinião, levar a reeducação ambiental é muito melhor do que penalizar, e o propósito não é de prejudicar as pessoas,ITAOCARA PREFEITURA mas fazer com que elas pensem antes de desperdiçar. “Não vamos multar pela prefeitura não ter poder pra isso, e também pela falta de uma lei. Eu não concordo com as pessoas que postam fotos de outros indivíduos desperdiçando, porque isso expõe as pessoas, e o ideal não é esse.” Concluiu Régis.

De acordo com uma professora de academia, moradora de Itaocara, Kelly Rimes, de 40 anos, que foi uma das pessoas que utilizou da internet para postar uma foto e mostrar sua indignação, algo que repercutiu bastante, disse que no município, os meios de comunicação já solicitaram várias vezes para que a população economizasse água, mas parece que as pessoas não estão preocupadas com essa situação e não pensam que o quadro pode ficar pior.

Desperdício de água /foto Manuela Escalla“As pessoas precisam saber usar a água para o indispensável. Muitos me acusaram de expor as pessoas que estavam lavando uma calçada, mas em momento nenhum tive a intenção de prejudicar os envolvidos no fato, meu objetivo era alertar sobre o desperdício.” Explicou a professora.

Relatou ainda, que várias pessoas em Itaocara estão fazendo campanhas e também estão tirando fotos como ela fez. Mas disse que não concorda com a forma como foi colocado o projeto da secretaria de meio ambiente, por poder causar muita confusão. “Sou a favor que faça uma campanha, mas de uma forma que não gere tumulto, é importante que o projeto seja bem pensado e projetado para que não vire uma confusão.” Disse ela.

Terminou fazendo um pedido a população, para que tenham mais consciência dos seus atos e que cada um faça a sua parte para ajudar.

 

 

 


Mais do SFn

SFn