segunda-feira , 20 novembro 2017

Secretaria de Saúde de Itaperuna intensifica ações contra o Aedes Aegypti

sdfghghku
Fotos: Ascom

A Secretaria Municipal de Saúde de Itaperuna, através da Coordenação de Vigilância Ambiental em Saúde, intensificou as ações de combate ao Aedes aegypti (mosquito transmissor da dengue), em alguns pontos da cidade.

Diante da apresentação dos resultados do LIRAa (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), constatou-se o seguinte: levando-se em consideração todo o município, os resultados do LIRAa apresentaram índice baixo de infestação. Os resultados nos bairros Cehab e Boa Fortuna foram considerados de risco médio (classificação amarela), levando a Secretaria a pontuar algumas ações nesses locais.

De acordo com Heron Macedo, coordenador da Vigilância Ambiental em Saúde, nos bairros em questão foram encontrados criadouros com focos do mosquito em caixa d´água, vasos e frascos com água, pratos, pingadeiras, recipientes, bebedouros em geral, pequenas fontes, depósitos em construção e outros.

Ainda de acordo com Heron, a Secretaria está empregando todos os esforços disponíveis no combate ao mosquito, através da realização dos trabalhos preventivos e educativos; ações integradas de bloqueio nos casos confirmados; intensificação nas buscas dos depósitos e eliminação dos mesmos; realização de evento emergencial de caráter preventivo nas áreas afetadas; utilização do carro ‘fumacê’; dentre outras ações.

Para Neide Novaes, coordenadora da Vigilância Epidemiológica, é importante que a população ajude a combater o Aedes aegypti. Ela ressaltou a necessidade de que todos se conscientizem que a eliminação dos possíveis criadouros de foco do mosquito é também responsabilidade da população. Neide ainda informou que o agente ambiental em saúde segue protocolos regulamentados pelo Ministério da Saúde.

O secretário Municipal de Saúde, Marcelo Poeys, destacou a importância do agente ambiental em saúde, que também exerce o papel de educador, informando o cidadão como deve proceder, a fim de que a residência não se torne alvo do mosquito. O secretário ratificou a postura do prefeito Alfredo Paulo Marques Rodrigues, o Alfredão, em disponibilizar força máxima no combate ao mosquito.

Mais informações sobre o mosquito transmissor da dengue, a doença, sintomas e outros, podem ser obtidas junto à Coordenação de Vigilância Ambiental em Saúde, através do telefone (22) 3824-5049.


Mais do SFn