manifestacao-alerj

Servidores protestam em frente à Alerj em dia de discussão sobre aumento de impostos Greve geral pode acontecer a partir do dia 7 de dezembro caso pacote do governo não seja definitivamente rejeitado

Greve geral pode acontecer a partir do dia 7 de dezembro caso pacote do governo não seja definitivamente rejeitado

manifestacao-alaer-j
Fotos: enviadas via WhatsApp

Servidores públicos, aposentados e pensionistas do Estado se reúnem novamente em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) em mais um protesto. Nesta terça (22/11) medidas do pacote apresentado pelo governo que pretendem aumentar impostos de energia, gasolina e até bebidas serão discutidas.

O ato é organizado pelo Movimento Unificado dos Servidores do Estado do Rio (Muspe), que pretende realizar a partir do dia sete de dezembro uma greve geral caso o pacote não seja rejeitado definitivamente pela Alerj. Um novo ato unificado acontecerá no dia 29 de novembro, novamente em frente à Alerj.

Até agora o projeto que prevê aumento da contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14% conta com 103 mudanças. Já o que propõe a redução do salário de governador e secretários recebeu 43 — um deles estabelecendo que os titulares da pasta não acumulem vencimentos de empresas privadas e do governo. As votações definitivas estão previstas para dezembro.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *