terça-feira , 19 setembro 2017

Solidariedade: Atiradores distribuem alimentos para famílias e instituições de São Fidélis Famílias dos bairros Chatuba, São Vicente e na Nova Divinéia foram beneficiadas

Famílias dos bairros Chatuba, São Vicente e na Nova Divinéia foram beneficiadas

Fotos: SF Notícias / TG

Além de servir ao Brasil, no Tiro de Guerra os jovens aprendem noções e passam por instruções militares e aprendem diversas outras tarefas, como combate a incêndio e primeiros socorros. Eles também aprendem a ter responsabilidade, camaradagem, pontualidade, união/espírito de corpo, iniciativa, coragem, bravura, determinação, respeito às autoridades e as pessoas, amor à Pátria e aos Símbolos Nacionais.

Lá, eles também ajudam em ações voltadas para a comunidade, como a tradicional companha para arrecadar donativos para serem doados a famílias carentes e algumas instituições de São Fidélis, um dos 200 municípios brasileiros a ter a oportunidade de ter uma base do Exército Brasileiro.

Essa semana os atiradores de São Fidélis fizeram a distribuição dos alimentos arrecadados por eles em escolas, nas ruas e durante outras ações pela cidade. Além de famílias dos bairros Chatuba, São Vicente e na Nova Divinéia, os alimentos também foram entregues para a Associação Pestalozzi e para a APAE.

Em busca do sonho

Entre os atiradores que participaram da distribuição está o Gustavo Henrique Rezende Ungerer, ou monitor Ungerer. Desde criança sonhando em seguir carreira militar, o primeiro passo está sendo dado neste ano, servindo o Tiro de Guerra do município.

“Me sinto muito bem podendo ajudar pessoas que realmente precisam. Se tivesse condições, sem dúvidas ajudaria muito mais e vou ajudar sempre que puder. Estou passando por essa experiência fantástica que é o Tiro de guerra, e quero mais ainda”, disse o monitor.

Para Jorge Rodrigues, Chefe da Instrução do Tiro de Guerra de São Fidélis, é gratificante poder contribuir na formação moral dos jovens.

“É muito gratificante poder aperfeiçoar o caráter de cada um deles. É também muito gratificante poder incentivá-los de alguma forma a seguirem a nobre carreira das armas, muitos dos nossos atiradores, desde a instalação do TG na nossa cidade, seguiram a carreira militar e hoje são militares das Forças Armadas, Policiais Militares, Bombeiros Militares ou Guardas Civis Municipais. A realização de Campanhas como a do Agasalho e do Alimento vem ao encontro com a formação de cidadania que os Tiros de Guerra desenvolvem em suas grades curriculares, além de formar cidadãos conscientes com os problemas locais e de aumentar e desenvolver o espírito de colaboração e de amor ao próximo”, concluiu.


Mais do SFn

SFn