ssdfguhjio233333

Supervisora da Emater-Rio irá carregar a Tocha Olímpica em Itaocara

wertyuiuouiupi

Uma representante da agricultura, setor que mais cresce no Brasil, irá carregar a Tocha Olímpica durante o revezamento pelas ruas de Itaocara. Norma Lúcia Vieira, única representante da agricultura no time de servidores públicos estaduais que foram selecionados para carregar a tocha, é supervisora do escritório da Emater-Rio no município de São José de Ubá. Ela estará entre as mais de 12 mil pessoas que participam do revezamento da Tocha Olímpica.

Norma ingressou no serviço público há 38 anos, como assistente administrativa. Depois de um concurso, tornou-se extensionista social. São José de Ubá foi um dos primeiros municípios fluminenses a serem beneficiados com as ações do Rio Rural, no qual Norma Lúcia Vieira trabalha.

Depois de 11 anos de atuação do programa no município, a extensionista acredita que o momento atual é de renovação na agricultura. “Conseguimos fortalecer as cadeias produtivas do leite e das hortaliças. Além da melhoria da competitividade de mercado, o município foi beneficiado com a cultura da sustentabilidade por meio de projetos ambientais”, ressalta a extensionista rural.

tocha itaocara d
Caminho da tocha por Itaocara

Para o secretário estadual de Agricultura, Christino Áureo, a participação da profissional no revezamento comprova a relevância do tema para a sociedade. “Ter a agricultura em destaque na Olimpíada é um reconhecimento do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Rio Rural para revigorar as comunidades rurais fluminenses”, afirma.

Há seis anos, o revezamento da Tocha Olímpica seria algo bastante improvável para a servidora pública. Em 2010, Norma lutava contra a obesidade. Depois de uma cirurgia de redução do estômago, dieta saudável e exercícios, ela eliminou 41 dos antigos 92 quilos.

Assim que soube que faria parte do revezamento, Norma Lúcia Vieira passou por uma bateria de exames e procurou um profissional de educação física para ajudar na preparação. “Apesar de cada pessoa correr apenas 200 metros com a Tocha Olímpica, o treinamento é necessário. Além do desgaste para quem não está com bom condicionamento, tem a carga emocional, extremamente forte por causa da grandiosidade do evento e isso joga adrenalina no sangue. É importante estar preparado psicologicamente também”, comenta o personal trainer, Helder Bastos.

Ele afirma que mesmo para trechos curtos, o treino segue o ritmo de preparação de uma maratona profissional. Nos primeiros três meses, é ideal que se faça o fortalecimento muscular, além de fisioterapia para se evitar lesões. Na reta final da preparação, o processo fica mais intenso, com exercícios pesados, como corridas na esteira ergométrica. Além disso, o personal aconselha corridas ao ar livre, pois na rua, é preciso preparar o corpo para enfrentar a resistência do ar e os pisos irregulares.

asdfghjhkhjkl“Quero mostrar a força das mulheres, sejam novas ou experientes. Somos guerreiras, no esporte e em todos os campos da vida”, ressalta Norma que, por meio do Rio Rural, também trabalha para a valorização social da mulher em comunidades agrícolas. Um dos exemplos é a renovação da cadeia do artesanato. São José de Ubá possui grupo de artesãs que fabricam peças utilizando a palha de bananeira.

No interior fluminense, os preparativos para o maior evento esportivo do mundo começaram há muito tempo. Em 2010, o Programa Rio Rural criou a campanha “Água Limpa para o Rio Olímpico”. A iniciativa promove a preservação de nascentes que, por sua vez, abastecem os rios. Aproveitando o apelo da Olimpíada do Rio, a ideia era conseguir que produtores rurais fluminenses providenciassem a proteção de 2.016 fontes de água. O engajamento das comunidades foi tão grande que mais de 3.120 nascentes já estavam protegidas quatro meses antes do início dos Jogos Olímpicos.

No município de São José de Ubá, 85 nascentes foram protegidas. “Isso é importante para nós, pois a cidade não tem rios. As minas estão revigorando a produção de água aqui”, finaliza Norma Lúcia Vieira.

sasdtgyhugyiuuo

Fonte: Ascom

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *