Suspeito de matar mãe e padrasto é encontrado morto em Cambuci; bilhete foi encontrado escrito na terra O crime aconteceu no município de Três Rios, no Sul do Rio. Ele deixou uma mensagem escrita na terra; “Minha vó não viu nada”.

O crime aconteceu no município de Três Rios, no Sul do Rio. Ele deixou uma mensagem escrita na terra; “Minha vó não viu nada”.

Mãe e suspeito são naturais de Aperibé, mas moravam em Três Rios

Foi encontrado morto nesta quarta-feira (12/06), na zona rural de Cambuci, o homem apontado pela polícia como suspeito de ter matado a mãe e o padrasto. O crime aconteceu no município de Três Rios, no Sul do Rio. O casal identificado como Maria Amélia Daflon Vogas, de 64 anos, e Said Vogas, de 69 anos, foi encontrado morto na residência deles, que fica anexa a um bar que ambos tinham no bairro Monte Castelo, na noite de terça-feira (11/06). Mãe e suspeito são naturais de Aperibé, mas moravam em Três Rios.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, o casal teria sido morto três dias antes dos corpos terem sido encontrados, pois já estavam em estado de decomposição. O imóvel deles não apresentava sinais de arrombamento. As investigações apontam ainda que Said foi morto com um pedaço de madeira, e a mãe do suspeito, asfixiada.

A mãe de Maria Amélia estava na residência. A idosa, de 92 anos, ficou em estado de em choque e precisou ser levada para um hospital em Três Rios. O suspeito de ter cometido o crime foi encontrado enforcado em uma árvore na localidade de Goiabal, na zona rural de Cambuci, na região de divisa com Aperibé. Ele deixou uma mensagem escrita na terra (foto abaixo feita pela Polícia Civil); “Minha vó não viu nada”. Ao portal G1, a Polícia Civil de Três Rios informou que a idosa teria alzheimer.

continua após a foto

Ainda de acordo com o portal G1, imagens das câmeras de segurança da residência das vítimas registraram a movimentação do suspeito, que morava com o casal. Segundo a PM, ele foi visto entrando na residência e saindo no carro da mãe. O veículo foi encontrado abandonado em uma estrada na zona rural de Cambuci.

Ao SF Notícias, a delegacia de Santo Antônio de Pádua informou que o corpo do suspeito foi encontrado em uma área de difícil acesso, que fica a cerca de três quilômetros dentro de uma mata. O corpo foi removido pelo rabecão do Corpo de Bombeiros de Santo Antônio de Pádua na noite desta quarta, e levado para o Instituto Médico Legal (IML) em Itaperuna. O encontro do cadáver foi registrado na 135ª Delegacia Legal de Itaocara.


Mais do SFn