Tarifa de pedágio na BR-101 fica mais cara a partir desta sexta (16) Segundo a ANTT, a alteração tarifária implicou um acréscimo percentual de 5,5%, após o critério de arredondamento, e levou em consideração, principalmente, a variação do IPCA do período

Segundo a ANTT, a alteração tarifária implicou um acréscimo percentual de 5,5%, após o critério de arredondamento, e levou em consideração, principalmente, a variação do IPCA do período

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (14/08) a alteração de tarifa da BR-101/RJ, sob responsabilidade da Concessionária Autopista Fluminense. Os novos valores entrarão em vigor à zero hora desta sexta-feira (16/08). Conforme a publicação no DOU, a tarifa para a categoria 1, passa de R$ 5,50 para R$ 5,80, nas praças de pedágio P1, em Campos dos Goytacazes; P2, em Conceição de Macabu; P3, em Casimiro de Abreu; P4, em Rio Bonito; e P5, em São Gonçalo.

De acordo com a ANTT, a alteração tarifária implicou um acréscimo percentual de 5,5%, após o critério de arredondamento, e levou em consideração, principalmente, a variação do IPCA do período. A agência ressaltou que por força de lei, realiza, anualmente, o reajuste e a revisão das tarifas de pedágio das rodovias federais concedidas. Essas alterações tarifárias são aplicadas no aniversário do início da cobrança de pedágio.

A ANTT informou ainda que o arredondamento tarifário tem por finalidade facilitar a fluidez do tráfego nas praças de pedágio e prevê que as tarifas da categoria 1 de veículos devem ser múltiplas de R$ 0,10. Os efeitos econômicos do arredondamento são sempre compensados no processo de revisão subsequente. Ou seja, se neste ano a tarifa foi arredondada para cima, no próximo ano, será reequilibrada para baixo.

Mais do SFn