quarta-feira , 18 julho 2018

Temporal de granizo destelha casas, destrói plantações e derrubas árvores em Santa Maria Madalena Na tarde desta quarta, horas após o temporal, ainda havia gelo em alguns pontos do município

Na tarde desta quarta, horas após o temporal, ainda havia gelo em alguns pontos do município

Imagens: Leitores / Defesa Civil

O município de Santa Maria Madalena ainda contabiliza os prejuízos deixados pelo temporal de granizo (vídeo no final da matéria) que atingiu a terra de Dercy Gonçalves no começo da noite passada. A quantidade de granizo assustou e deixou os moradores impressionados. Na tarde desta quarta-feira (11/07), segundo a Defesa Civil, ainda era possível encontrar montes de granizo que chegaram a 20 centímetros. O órgão informou ainda que a chuva, que começou por volta das 18h desta terça (10), durou cerca de 15 minutos.

“Eu nunca vi coisa igual aqui em Santa Maria Madalena. A chuva chegou logo depois de um pé de vento forte, acompanhada de muitos trovões e relâmpagos. O susto foi grande!”, disse Nestor Lopes, morador de Madalena há mais de 50 anos.

Continua após a imagem

O fenômeno, com intensidade jamais vista na região, chamou a atenção de todos, já que as imagens viralizaram nas redes sociais. Muitos moradores de Madalena, principalmente as crianças, aproveitaram para brincar no gelo.

“Parecia que estávamos no Alasca, na Europa ou no meio daquelas tempestades de inverno dos Estados Unidos. Foi algo impressionante. Felizmente ninguém se feriu”, disse um leitor do SF Notícias que reside em Madalena.

Continua após a imagem

De acordo com informações de Defesa Civil, Trânsito e Comunicações, não houve registro de desabrigados, mas cerca de 60 pessoas ficaram desalojadas. Esses, que tiveram os telhados de suas casas danificadas, estão sendo assistidos e retornando as suas residências e, a normalidade social, já está sendo restabelecida gradativamente. O município ficou quase quatro horas sem energia elétrica.

continua após a imagem

Foram registradas concorrências de quedas de árvores que ocasionaram obstrução de vias, mas equipes da Defesa Civil estão trabalhando para normalização do trânsito. Em função do acúmulo de granizo, houve interrupção do trânsito em algumas ruas e obstrução do sistema de drenagem de águas pluviais, entretanto tais situações já foram restabelecidas.

A chuva de granizo atingiu também a zona rural de Cantagalo e pontos da divisa de Pádua com Pirapetinga, além dos municípios de Pirapetinga e Leopoldina, em Minas Gerais, mas Santa Maria Madalena foi o município mais afetado.

“Foram registradas inúmeras ocorrências referentes a danos causados em telhados devido à forte chuva de granizo. Mas, considerando a magnitude do desastre, os danos registrados não foram significativos. O poder público está mobilizado e trabalhando para restabelecer o cenário é a seguridade social”, informou a prefeitura do município.


Mais do SFn