Temporal provoca enxurradas e carros são arrastados pela água em Petrópolis; choveu mais de 90mm em menos de 1 hora Defesa Civil registrou 124 ocorrências em decorrência do temporal; houve 33 deslizamentos de terra, inundações, enxurradas e quedas de árvores. Cerca de 15 casas foram interditadas, e um raio atingiu uma casa e provocou um incêndio

Defesa Civil registrou 124 ocorrências em decorrência do temporal; houve 33 deslizamentos de terra, inundações, enxurradas e quedas de árvores. Cerca de 15 casas foram interditadas, e um raio atingiu uma casa e provocou um incêndio

Asfalto foi arrancado pela força da água

Petrópolis, na Região Serrana do Rio, foi mais uma vez castigada por um temporal. A chuva provocou inundações em alguns bairros e enxurradas em outros (veja o vídeo abaixo). Rios transbordaram e a força da água carregou carros. Segundo o boletim divulgado pela Defesa Civil, choveu mais de 90 milímetros em menos de uma hora, nove vezes mais do que era esperado para esta quarta. Na Rua João Xavier, no Bingen, o pluviômetro registrou 96,4 milímetros de chuva em uma hora. No Dr. Thouzet o acumulado chegou a 85 milímetros. A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias informou que está em estado de alerta, e que o órgão registrou até o momento 124 ocorrências, sendo 33 casos de deslizamentos de terra. Cerca de 15 casas foram interditadas e 33 famílias foram cadastradas pela secretaria de assistência social. Um raio atingiu uma casa e provocou um incêndio; uma adolescente ficou ferida. 

“É importante que os moradores que vivem em áreas de risco estejam atentos a qualquer ocorrência. A chuva é contínua na cidade desde o dia 2 de janeiro”, afirma o secretário coronel Paulo Renato. De quinta-feira (02) passada até ontem foram registradas 310 ocorrências cadastradas. Nas últimas 96 horas, o pluviômetro da Rua 24 de Maio registra 201.8 milímetros acumulados. Foram registrados deslizamentos de terra nas ruas Veridiano Felix, na Estrada da Saudade, Alagoas, no Quitandinha, Carlos Frederico Keuper, na Mosela e Paulo Hervê no Bingen. Além disso, houve alagamentos em diversos pontos na cidade, como em ruas do Centro, Quitandinha, Valparaíso, Mosela e Bingen. 

Cachoeiras se formaram ao longo da BR-040. Imagens impressionantes mostram o volume de água no Rio Piabanha, no bairro Cascatinha (veja o vídeo abaixo). Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos. “A população deve ligar para o 199 e informar caso haja alguma ocorrência”, disse o secretário de Defesa Civil, Coronel Paulo Renato Vaz, reforçando que o contingente permanece de plantão 24h para realizar os atendimentos à população. Veja alguns vídeos abaixo:

Mais do SFn