Temporal provoca transbordamento de valão e enxurrada pelas ruas de Itaperuna; motoristas ficaram ilhados Diversas ruas ficaram inundadas e em algumas delas, a água se aproximou do teto de carros

Diversas ruas ficaram inundadas e em algumas delas, a água se aproximou do teto de carros

Imagens: reprodução das redes sociais

A previsão de chuva forte para o estado do Rio nesta segunda-feira (11/11) se concretizou. Em alguns municípios os grandes volumes de chuva trouxeram transtornos para os moradores (veja o vídeo abaixo). Foi o caso de Itaperuna, no Noroeste Fluminense. A cidade ficou embaixo d’água com o temporal que começou no final da tarde. Segundo dados do Inea, nas últimas quatro horas, o acumulado passa dos 49 milímetros. Em apenas 30 minutos, choveu cerca de 43,8mm. A página de alerta de cheias do órgão chegou a colocar Itaperuna em estado de atenção às 19h30, quando boa parte da cidade já estava debaixo d’água. Diversas ruas ficaram inundadas e em algumas delas, a água se aproximou do teto de carros, que ficaram ilhados. Em outras, a correnteza assustou moradores.

Ao SF Notícias, a Prefeitura de Itaperuna confirmou o transbordamento do valão que corta o bairro Cehab. Ainda de acordo com o poder executivo, os bairros mais afetados são o Centro, a Cidade Nova e a própria Cehab. A rodoviária da cidade ficou completamente inundada. Trabalhadores e estudantes também ficaram ilhados, e nas redes sociais mostraram a situação do município, sem poder ir para casa. A água também invadiu residências, comércios e até um supermercado. (continua após o vídeo)

Em sua página oficial no Facebook, a Prefeitura de Itaperuna publicou que a Defesa Civil está nas ruas atendendo as demandas após a chuva, onde várias ruas ficaram alagadas. O órgão pede para que a população evite caminhar e dirigir nos alagamentos, e para que procure local seguro. Para as ocorrências de deslizamentos de encostas ou qualquer outro incidente, o morador pode ligar para 193, Corpo de Bombeiros que trabalha em parceria com a Defesa Civil, 153 da Guarda Civil ou 199 da Defesa Civil.

Mais do SFn