sexta-feira , 14 dezembro 2018

Tragédia da Chapecoense completa dois anos e vítimas ganham homenagens Entre os homenageados estão o campista Bruno Rangel e o atacante Tiaguinho, que cresceu em Bom Jardim

Entre os homenageados estão o campista Bruno Rangel e o atacante Tiaguinho, que cresceu em Bom Jardim

Dois anos atrás, em uma terça-feira, o Brasil acordava com a triste notícia de que o avião que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia, havia caído. A maior tragédia com uma delegação de esporte brasileiro deixou 71 mortos e seis sobreviventes. A aeronave teria perdido o contato com a torre de controle às 22h15 do dia 28, (1h15 no horário de Brasília) e caiu ao se aproximar do Aeroporto José Maria Córdova, perto de Medellín.

Hoje (29), as vítimas são lembradas pelos amigos, familiares e todos aqueles que se sensibilizaram com o ocorrido. Em Chapecó, cidade catarinense, as homenagens começaram ainda na madrugada. Um feixe de luz foi acesso no estádio da Chapecoense à 00h15 e os nomes das 71 vítimas foram projetados.

Ao longo do dia, o túnel “Pra Sempre Chape”, caminho de acesso dos jogadores visitantes quando chegam na Arena Condá, ficará aberto. Fotografias em homenagem aos atletas, funcionários e dirigentes estão expostas no local.

No site oficial do clube foi publicado um pronunciamento do presidente “É difícil traduzir em palavras o que sentimos ao lembrar que, há dois anos, enfrentávamos a dor pela perda de tantos companheiros – que estavam num dos momentos mais felizes das suas vidas e buscando algo que, até então, parecia impossível na história da nossa agremiação. No entanto, ao passo em que pensar nisso nos entristece, as lembranças de cada bom momento nos dão forças e inspiram a seguir lutando. Por fim, o que também nos fortalece, e sempre nos confortará, é a certeza de que estão num bom lugar, e na companhia do Nosso Deus” – diz o presidente. 

O site do time ganhou ainda o espaço “Pra Sempre Chape”, no qual qualquer um pode deixar sua homenagem as vítimas. Mais de 2.800 mensagens já foram postadas por torcedores de vários times, mostrando que o futebol nunca será “só futebol”.

Um dos homenageados foi o campista Bruno Rangel, maior artilheiro da história da Chape. O time Goytacaz publicou uma ilustração do abraço do índio Goytacá ao índio Condá, sob as bênçãos de Bruno Rangel. “O maior artilheiro da história da Chapecoense teve importante passagem pelo Goytacaz no início da sua carreira”.

O atacante Tiaguinho, que emocionou o mundo com o vídeo em que recebia a notícia que seria pai, uma semana antes do acidente, também recebeu homenagens. Natural de Trajano de Moraes, o atleta foi velado e sepultado em Bom Jardim, cidade para onde se mudou com apenas três anos.

Em sua conta no Instagram, a viúva do jogador, Graziele Alves, postou uma montagem de fotos (ao lado) e um texto. “Por todos os dias da minha vida,eu vou te agradeçer por ter realizado o maior sonho da minha vida,SER MÃE, foi ao seu lado que eu conquistei tudo o que eu mas queria, nosso filho, você e Deus sabia que eu iria precisar dele para prosseguir e hoje ele está aqui para me dar forças,eu olho pra ele e vejo você meu amor, e como não ser feliz, com um pedacinho seu pra sempre em minha vida, me sinto radiante demais, eu prometo fazer dele um homem íntegro um ser humano incrível assim como você foi ,fazer sempre você sentir orgulho de nós de onde você estiver,e contar pra ele o pai maravilhoso que ele tem!”.


Mais do SFn