quarta-feira , 16 agosto 2017

Transporte de carga sem proteção em São Fidélis traz riscos à saúde e ao meio ambiente Carreta transportando material similar à cal foi flagrada trafegando na cidade nesta semana

Carreta transportando material similar à cal foi flagrada trafegando na cidade nesta semana

Fotos: enviadas por leitores

O intenso trânsito de veículos pesados da RJ-158 que corta São Fidélis traz alguns prejuízos à população, entretanto o mais preocupante é a saúde dos que moram em ruas como a Dr. José Francisco, Duque de Caxias, Euclides da Cunha e a Avenida Emygdio Maia Santos.

Além da poeira levantada pelos carros e caminhões, que podem provocar alergias, outro fator de risco são os veículos que transportam produtos para as fábricas de cimento na Região Serrana, por exemplo. Muitos deles transportam os materiais sem nenhum tipo de proteção, como no flagrante feito por leitores nesta semana na cidade (foto).

A carreta transportava uma substância similar à cal. A inalação de substâncias como o pó de calcário pode provocar graves doenças como a fibrose pulmonar e a doença pulmonar obstrutiva crônica. Também há risco de desenvolvimento de câncer de pulmão. Para aqueles que já possuem algum tipo de alergia, ou doença crônica como a asma, o contato com essas substâncias pode agravar o quadro.

O ambientalista Aristides Sofiatti atenta ainda para o risco de poluição ao meio ambiente: “Não é um poluente muito grande, mas é um produto que altera a qualidade da água e pode afetar pessoas também. Acidentes rodoviários com carga poluente tem ocorrido muito, em um rio ou lago, polui e pode causar mortandade. No solo ele fica depositado e vai se entranhando com água de chuva e o solo se torna estéril” – explicou.

Fez algum registro? Mande fotos e vídeos para o nosso WhatsApp (22) 99793-8976. Baixe agora o aplicativo do SFn no seu celular! https://goo.gl/w4WvaY.


Mais do SFn

SFn