segunda-feira , 16 setembro 2019

Tribunal de Justiça anuncia concurso público com 100 vagas para servidores e Juiz São 100 vagas para serventuários. Mas o concurso permitirá a formação de banco reserva de aprovados. Elas serão distribuídas para os cargos de técnico judiciário sem especialidade (nível médio) e analistas sem especialidade (para formados em Direito e outras áreas)

São 100 vagas para serventuários. Mas o concurso permitirá a formação de banco reserva de aprovados. Elas serão distribuídas para os cargos de técnico judiciário sem especialidade (nível médio) e analistas sem especialidade (para formados em Direito e outras áreas)

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ), desembargador Claudio de Mello Tavares, anunciou que o Judiciário fluminense vai realizar concurso público para técnico de atividade judiciária (sem especialidade) e analista judiciário (com e sem especialidade) no primeiro semestre do ano que vem. O edital deve sair em dezembro deste ano ou janeiro de 2020. De acordo com o desembargador, aproximadamente 600 servidores se aposentaram recentemente, o que causou um déficit de mão de obra no Judiciário.

A nossa perspectiva é a de abrir um novo concurso ainda neste ano. Dependemos da publicação do edital, da contratação da empresa para elaborar as provas, mas estamos otimistas. Evidente que vai depender do nosso orçamento, mas, como temos pessoas que estão se aposentando, precisamos fazer o concurso“, afirmou o presidente, destacando ainda que é esperada para o mês que vem a publicação do edital para concurso de juiz, com 50 vagas.

Inicialmente, devem ser oferecidas 100 vagas para serventuários. Mas o concurso permitirá a formação de banco reserva de aprovados. As 100 vagas serão distribuídas para os cargos de técnico judiciário sem especialidade (nível médio) e analistas sem especialidade (para formados em Direito, Administração, Contabilidade ou Economia) e das seguintes áreas específicas:  execução de mandados (formação em Direito), Psicólogo, Assistente Social, Comissário de Infância, Juventude e Idoso (formação em Administração, Serviço Social, Sociologia, Psicologia, Pedagogia ou Direito), Medicina e Análise de Sistemas.


Mais do SFn