Tribunal Superior Eleitoral cassa mandato de prefeito e vice de Aperibé

wsdfgvhgjh
Fotos: Vinnicius Cremonez / reprodução

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a cassação da mandato do prefeito de Aperibé, Flávio Gomes de Souza (PSB) e do seu vice, Adimílson Jorge Bom (PR).

No dia 9 de dezembro de 2013, o Colegiado do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, determinou a cassação da chapa formada pelos dois, por conduta vedada a agente público e abuso do poder político. Com a cassação, eles também ficariam inelegíveis por oito anos, mas a decisão, cabia recurso ao Tribunal Superior Eleitoral, que foi julgada na noite de ontem.

Enquanto o processo andava no TSE, os dois governavam amparados por uma liminar. O motivo para a decisão é uma festa realizada em 11 de maio de 2012, onde a Prefeitura de Aperibé distribuiu 1.150 cestas básicas, e fez sorteios  de dez aparelhos de televisão, duas geladeiras, oito ventiladores e dez liquidificadores.

No mesmo ano eles foram reeleitos com 77% dos votos, e para o TSE, a festa teria comprometido o resultado das eleições no município. Além dos diplomas e dos direitos políticos, os dois também terão que pagar multa.



Mais do SFn

SFn