sexta-feira , 22 março 2019

Triste estatística: Acidentes deixaram 13 mortos e mais de 230 feridos no ano passado, em São Fidélis Maioria dos acidentes envolveu motos; Também foram registrados capotamentos, atropelamentos e colisões entre veículos

Maioria dos acidentes envolveu motos; Também foram registrados capotamentos, atropelamentos e colisões entre veículos

O ano de 2018 deixou uma triste estatística para o município de São Fidélis em relação aos acidentes de trânsito. Segundo dados do Destacamento 2/5 do Corpo de Bombeiros, entre janeiro e agosto a corporação atendeu 85 acidentes na cidade, entre atropelamentos, quedas de moto, colisões, queda de veículo e capotamento. Já de acordo com um levantamento baseado em matérias feitas pelo SF Notícias, foram mais de 230 feridos e 13 mortos em todo o ano passado.

O maior número de acidentes registrado pela corporação foi entre janeiro e abril, 75 ocorrências ao todo. Em janeiro, foram 16, que deixaram 19 feridos. Em fevereiro, 24 pessoas ficaram feridas, sendo 10 delas em quedas de moto.

Março foi um mês de acidentes trágicos, que abalaram a população. Foram 20 acidentes, que deixaram 38 feridos e cinco mortos. No dia 30 de março, o jovem Giovanne Barcelos Campos, que estava de moto, morreu ao colidir contra um caminhão. O outro rapaz que estava com ele foi levado em estado grave para o Hospital Ferreira Machado.

Já na véspera da Páscoa (31/03), um grave acidente na RJ-158, altura da Praça de São Cristóvão, (foto acima) enlutou a cidade. A colisão entre um carro de passeio e uma Kombi deixou quatro mortos, entre eles duas crianças, e oito feridos. 

Em abril o Destacamento 2/5 registrou o maior número de acidentes, 22 ao todo. Foram 33 feridos e dois mortos. No dia 8 de abril, um adolescente, que pilotava uma Biz, ficou gravemente ferido após colidir contra um muro. Fidélis Neto, de 17 anos, foi socorrido para o Hospital Ferreira Machado, mas não resistiu e morreu na unidade 14 dias depois.

Também no dia 8 de abril, um homem morreu e outro ficou ferido após a moto em que estavam colidir contra uma cerca na RJ-158, próximo de uma fábrica de carretas, na altura do bairro Vila dos Coroados. Carlos Magno Neto, de 37 anos, não resistiu e morreu no local.

Entre maio e agosto, apenas 10 acidentes foram atendidos pelo destacamento. Neste período, o Corpo de Bombeiros registrou três vítimas fatais. No dia 8 de maio, um idoso morreu em um acidente de moto na RJ-158, na localidade conhecida como “Graminha”. Ainda segundo o levantamento baseado em matérias feitas pelo SF Notícias, em maio seis pessoas ficaram feridas em acidentes, em junho foram 10 feridos, em julho 13 e em agosto 11.

Em junho e em julho não houve acidentes de trânsito com vítimas fatais. Em agosto, dois homens morreram em acidentes com motos quando voltavam de uma festa na localidade de Penedo. O primeiro aconteceu na madrugada do dia 18 e o segundo na madrugada do dia 19.

Setembro também teve um grave acidente. No dia 04, um motociclista morreu e outro ficou gravemente ferido, após uma colisão frontal na Estrada de São Benedito, próximo do entroncamento da entrada da Serra do Aracaju. Em todo o mês foram 14 feridos e um morto em mais de 10 acidentes, a maioria envolvendo motos. Em um dos acidentes, os ocupantes de um veículo que capotou saíram ilesos.

Em outubro, um grave acidente abalou a cidade no dia 7, 1º turno das eleições. Uma mulher morreu e sua filha de aproximadamente 3 anos ficou ferida em um acidente ocorrido na RJ-158, na localidade conhecida como Graminha (foto abaixo). Ao todo foram 12 acidentes, com 16 feridos e um morto, a maioria novamente com motos, e em um deles havia três pessoas na mesma motocicleta. 

No penúltimo mês do ano, o índice de acidentes foi alto. Foram quase 14 acidentes com feridos em novembro, entre quedas de moto, colisão entre carros, capotamento e atropelamentos. Um dos veículos que capotou era uma viatura descaracterizada da PM. Em um dos atropelamentos, o motorista foi preso pois estava sob efeito de álcool. Em apenas uma noite, no dia 10, foram dois acidentes com cinco feridos. Foram 21 feridos ao todo, alguns em estado grave.

Em dezembro, mais uma tragédia foi registrada na cidade um dia após o Natal. Uma colisão entre dois carros deixou um morto e cinco feridos na RJ-158. Em um dos carros estavam quatro moradores de Itaocara. Ao longo do mês foram registrados ainda oito acidentes que deixaram 13 feridos. Um deles foi o atropelamento de duas pessoas na Chatuba, na noite de Natal. Outro acidente que chamou atenção foi o de um caminhão que desceu uma ribanceira, capotou e só parou ao bater na escada de uma residência.

Ainda em dezembro, um médico morreu após passar mal ao volante. O veículo chegou a colidir próximo a um depósito de gás, na Vila dos Coroados. A vítima foi socorrida pelos bombeiros, mas não resistiu.

Os dados do Destacamento (entre janeiro e agosto) não contabilizam vítimas que morreram em hospitais ou que foram socorridas pela Central de Ambulâncias e meios próprios, por isto o número de acidentes, de feridos e de mortes é ainda maior.


Mais do SFn