quarta-feira , 26 julho 2017
Foto: Estadão

TSE revoga prisão de Garotinho e determina várias restrições Garotinho não poderá mudar de endereço e se ausentar de sua residência por mais de três dias sem avisar ao Juiz.

Garotinho não poderá mudar de endereço e se ausentar de sua residência por mais de três dias sem avisar ao Juiz.

Foto: TV Globo
Foto: TV Globo

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revogou nesta quinta-feira (24/11) o mandado de prisão decretado contra o ex-governador do estado e ex-secretário de governo da Prefeitura de Campos Anthony Garotinho.

Cinco membros do TSE acompanharam o voto da relatora do caso no TSE, Luciana Lóssio, e decidiram que Garotinho não poderá mudar de endereço e se ausentar de sua residência por mais de três dias sem avisar ao Juiz.

O ex-governador também não poderá ter contato com nenhum das 36 testemunhas e nem retornar a Campos até o fim do processo. Para ser solto ele terá que pagar uma fiança de R$ 88 mil.

Garotinho foi preso no dia 16 deste mês em uma das operações que investiga o uso do programa social “Cheque Cidadão” para comprar votos. Ele chegou a ser retirado à força do Hospital Souza Aguiar e levado para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, mas foi transferido para um hospital particular no último dia 18. Garotinho recebeu alta no último dia 22 e seguiu para o apartamento no Flamengo, onde foi preso.



Mais do SFn

SFn