Fotos: SF notícias

Vacinas Pentavalente e DTP estarão disponíveis a partir da próxima semana, em São Fidélis Todos os postos estarão recebendo de acordo com a quantidade da lista de busca ativa, priorizando as crianças que não possuem nenhuma dose

Todos os postos estarão recebendo de acordo com a quantidade da lista de busca ativa, priorizando as crianças que não possuem nenhuma dose

O município de São Fidélis, no Norte Fluminense, começou a receber doses das vacinas Pentavalente – que protege contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta – e DTP – que garante proteção contra difteria, tétano e coqueluche (pertússis). Entre junho e dezembro de 2019, a oferta da vacina Pentavalente esteve irregular, e chegou a ficar em falta em municípios da região, devido à problemas com o fornecedor. O Brasil compra a vacina via Fundo Estratégico da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), pois não existe laboratório produtor no país. Em 2019, lotes do laboratório pré-qualificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) foram reprovados no teste de qualidade e análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Em agosto, o Ministério da Saúde solicitou reposição do produto, mas, naquele momento, não havia disponibilidade imediata no mundo.

O município recebeu um quantitativo de 140 doses de DTP e 120 doses Pentavalente, que estarão sendo distribuídas aos 15 postos, mediante a um trabalho logística e estratégia de vacinação, devido ao baixo número de doses recebidas. A partir da próxima semana, as vacinas começarão a ser ofertadas. “Todos os postos estarão recebendo de acordo com a quantidade da lista de busca ativa. Pois, todos os postos fizeram uma relação de crianças que precisam da dose e residem na área de abrangência daquele posto. Essa relação será respeitada, priorizando as crianças que não possuem nenhuma dose da vacina” – informou a superintendente de Vigilância em Saúde, Hítalla Valentim. O esquema vacinal prevê três doses da vacina pentavalente: aos 2 meses, aos 4 meses e aos 6 meses.

Mais do SFn