quinta-feira , 8 dezembro 2016
camara municipal de cambuci 2

Vereadora de Cambuci seria funcionária fantasma em Rio das Ostras

camara de rio das ostras
Fotos: vinnicius Cremonez / Reprodução

Uma denúncia feita durante uma sessão na Câmara Municipal de Vereadores de Rio das Ostras, pode interferir em uma Câmara de Vereadores há 200 quilômetros de distância, no município de Cambuci.

Segundo a denúncia levantada pelo Vereador Deucimar Talon Toledo no plenário na sessão realizada na Câmara de Rio das Ostras, no dia 30 de junho, a vereadora de Cambuci, Leila Cristina Velasco Pinheiro Barcelos, seria uma funcionária fantasma da Secretaria Municipal de Educação de Rio das Ostras.

O vereador disse que Leila foi contratada desde o dia 10 de outubro de 2014, para ser professora do ensino fundamental da rede municipal de ensino em Rio das Ostras, mas que, durante as visitas nas unidades, ele não localizou onde a vereadora esta lotada e nem os seus dias de trabalho e a sua carga horária. Deucemir também esteve na Casa da Educação, e não encontrou Leila. Ainda de acordo com ele, ninguém sabia quem era Leila nas unidades onde ele esteve.

sadfghjkNossa produção ligou para o comércio de propriedade da vereadora em Cambuci, mas quem atendeu o telefone, foi seu marido, que passou um outro número. Depois de algumas tentativas, conseguimos falar com a vereadora.

Segundo ela, isso seria uma acusação política, para atingir o prefeito, que é do mesmo partido. Leila disse que passou em um processo seletivo em 2014, mas que só foi chamada em janeiro desse ano, e começou a trabalhar em fevereiro, mas que pediu exoneração do cargo em abril, pois segundo ela, não iria conseguir dar conta.

documentosAinda de acordo com Leila, ela recebeu o salário de aproximadamente R$ 1.300, nos meses que trabalhou, em uma agência bancária de Rio das Ostras, onde a prefeitura paga os servidores e que não tem o que esconder. Leila disse que trabalhava na Casa da Educação, no centro de Rio das Ostras.

O nome da vereadora aparece no Diário Oficial de Rio das Ostras em julho e outubro de 2014, e volta a aparecer, no início de fevereiro desse ano. Já o Portal da Transparência da prefeitura de Rio das Ostras, do dia 30 de junho de 2015, consta que Leila está em atividade no município, e consta na folha de pagamento.

Leila faz parte da Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga possíveis fraudes cometidas pelo prefeito de Cambuci, Agnaldo Vieira Mello (Agnaldinho), na realização do carnaval de 2014.

Deucemir pediu que o presidente da Câmara de Vereadores de Rio das Ostras, cumpra com o seu papel e tome as medidas cabíveis. “Não podemos aceitar um caso desse. Não vou admitir e não posso aceitar um caso desse”, concluiu o vereador.

SFn