terça-feira , 12 novembro 2019

Vídeo: Motorista flagra capivaras atravessando a RJ-158, entre Campos e São Fidélis Mamíferos foram vistos em dois pontos da rodovia; Ambientalista destaca que eles são indicadores de qualidade ambiental

Mamíferos foram vistos em dois pontos da rodovia; Ambientalista destaca que eles são indicadores de qualidade ambiental

Fotos: Reprodução/ Leitor

Dois moradores de São Fidélis foram surpreendidos por um grupo de capivaras quando trafegavam pela RJ-158, no trecho entre a “Cidade Poema” e Campos, entre a noite da última sexta-feira e madrugada de sábado (31/08). A cena chamou a atenção do Danilo Teixeira e do Anderson Thadeu, e foi registrada em vídeo (Veja abaixo). De acordo com Danilo, os animais foram vistos em dois pontos distintos, próximo ao trevo da Fábrica de Sucos, quando eles seguiam para Campos, e nas proximidades da Fazenda da Pedra, quando retornavam. Na ida foram vistos dois animas, já na volta ele acredita que havia três. O tamanho das capivaras também chamou a atenção.

Segundo o ambientalista Arthur Soffiati, a presença dos animais é um indicador de qualidade ambiental. Em meio à seca que atinge o Norte e Noroeste Fluminense, além das queimadas que já vitimaram vários animais nessas regiões, ele analisa a cena como um bom sinal. “Apesar das condições adversas, as capivaras resistem. Devemos considerar que a capivara é uma espécie que se adapta com facilidade a ambientes adversos e se reproduz de forma prolífica. Ela é o maior roedor do mundo e se reproduz como os roedores. O ser humano tem emitido gases causadores do efeito estufa em demasia, mudando as condições climáticas. Hoje, vivemos um tempo mais quente e mais seco, sobretudo no outono-inverno. As regiões úmidas – aprecidas pela capivara- foram drenadas em grande parte. As que restaram ficam ressecadas durante a estiagem” – disse ao SF Notícias. O ambientalista informou ainda que as capivaras devem ser protegidas da presença humana. “Elas não são as únicas transmissoras da febre maculosa. Mas, se aparecer alguém infectado, a culpa é logo atirada sobre elas” – ressaltou.

Mais do SFn