Vídeo: Prefeitura de Cambuci também suspende funcionamento do comércio não essencial Medidas já começaram a valer neste sábado; Polícia, Guarda Municipal e Defesa Civil fiscalizam o cumprimento do decreto. Veja o decreto completo no link

Medidas já começaram a valer neste sábado; Polícia, Guarda Municipal e Defesa Civil fiscalizam o cumprimento do decreto. Veja o decreto completo no link

Imagens: Defesa Civil

Mais um município da região teve o comércio fechado devido à pandemia do novo coronavírus. A medida tomada por diversas prefeituras é para evitar aglomerações e a propagação rápida do vírus em nossa região. Só que diferente de muitas cidades onde os decretos começam a valer na próxima segunda, em Cambuci a ordem expedida pelo Prefeito Agnaldo Vieira Mello já começou a valer na noite deste sábado (21/03). De acordo com o decreto, fica suspenso, por prazo indeterminado, o atendimento presencial ao público em estabelecimentos comerciais em funcionamento no município de Cambuci, inclusive em bares, restaurantes, quiosques, salões de beleza, manicure e pedicure, loja de vestuários e calçados, lojas de utilidades domésticas e estabelecimentos congêneres. O disposto no artigo não se aplica às atividades internas dos estabelecimentos comerciais, bem como à realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e os serviços de entrega de mercadorias em domicílio. (continua após o vídeo)

A suspensão não se aplica a farmácias, supermercados, mercados, mercearias, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento e distribuição de alimentos, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás, lojas de venda de água mineral, padarias e postos de combustível. Esses estabelecimentos e os estabelecimentos que praticarem transações comerciais por meio de aplicativos, internet, telefone ou outros instrumentos similares e os serviços de entrega de mercadorias em domicílio deverão adotar as seguintes medidas: intensificar as ações de limpeza; disponibilizar álcool em gel aos seus clientes; divulgar informações acerca da COVID-19 e das medidas de prevenção. Os estabelecimentos referidos no “caput” terão seus funcionamentos normais durante o dia, sendo obrigatório o encerramento de suas atividades às 18h, devendo atender apenas um cliente por vez e respeitando a distância mínima de 2 metros de distância, sem aglomerações dentro dos estabelecimentos. Após este horário somente poderá ser ofertado os serviços na modalidade de entrega em domicílio. (continua após a publicidade)

Na noite deste sábado, agentes da Guarda Civil Municipal e da Defesa Civil percorram ruas da cidade para fiscalizar e determinar o cumprimento do decreto. Eles expeliram as medidas do decreto e orientaram os comerciantes que estavam com os estabelecimentos abertos a fecharem suas portas. De acordo com o texto do decreto, “todos aqueles que possuem suas atividades alcançadas pelo presente Decreto, ficará sujeito à cassação do Alvará ou licença para funcionamento, no caso de descumprimento das normas estabelecidas e estarão sujeitos à aplicação de multas e demais penalidades aplicadas pela Legislação Brasileira”. Veja AQUI o decreto completo.

Mais do SFn