Fotos: SFnotícias
Fotos: SFnotícias

VII Festival Aberto de Poesia Falada começa nesta sexta, em São Fidélis

biblioteca 3
Fotos: Arquivo SF Notícias.

Começa nesta sexta-feira (25.09), em São Fidélis, a sétima edição do Festival Aberto de Poesia Falada. O evento, que faz parte da programação da Semana Cultural, reúne poesias e intérpretes da própria cidade, além de representantes de outros municípios e estados.

A abertura do Festival está marcada para acontecer às 20h, no Anfiteatro da Biblioteca Municipal “Corina Peixoto de Araújo”. Antes das poesias serem recitadas, acontecerá uma apresentação de dança, liderada por Gerald Gonçalves. No intervalo, Gustavo Polycarpo fará uma apresentação musical acústica – voz e violão.

Ao todo, 35 poesias estão inscritas na fase de eliminatórias. As melhores estarão classificadas para a final, que acontece no sábado (26.09), às 20h, no mesmo local. O vencedor e o melhor intérprete serão premiados, cada, com R$ 5.000,00 (cinco mil reais). O segundo colocado receberá R$ 4.000,00 (quatro mil reais),e o terceiro R$ 3.000,00 (três mil reais), mesmo valor da menção honrosa. Todos os premiados citados também receberão troféus, exceto o de menção honrosa, que ganhará um certificado.

Veja a lista completa dos classificados:

Madrugada crua – Adriana da Silva Barreto Vicente (Campos dos Goytacazes – RJ)
Profess(ora)r – Adriana da Silva Barreto Vicente (Campos dos Goytacazes – RJ)
Todo dia é dia de poesia – Adriana da Silva Barreto Vicente (Campos dos Goytacazes – RJ)
Homenagem – Arinda de Carvalho de Ferraz (São Fidélis – RJ)
O desencanto das silepses – Célio Pires Peixoto (São Fidélis – RJ)
Ponto final – Eliana Carneiro Moreira (Campos dos Goytacazes – RJ)
Espelho – Otacílio César Monteiro (Limeira – SP)
Sem bloqueio – Paula Cristina de Freitas Moura Miranda (Brasília – DF)
Outonizando – Berenice Seixas Alves e Silva (São Fidélis – RJ)
Menino de rua – Berenice Seixas Alves e Silva (São Fidélis – RJ)
O último trem – Berenice Seixas Alves e Silva (São Fidélis – RJ)
A cor do meu dinheiro – Paula Cristina de Freitas Moura Miranda (Brasília – DF)
Acorda, menino – Feliciana Lopes da Silva Coimbra Cardoso (Cabo Frio – RJ)
Rio de Janeiro – Victor Carlos Alexandre Conde Walewski Colonna (Rio de Janeiro – RJ)
A estrada – Márcia Ignez Carneiro Faria (São Fidélis – RJ)
Poema para Tereza – Victor Carlos Alexandre Conde Walewski Colonna (Rio de Janeiro – RJ)
Fresta de luz – Orlando de Poly Júnior (São Fidélis – RJ)
Elogio ao silêncio – André Luís Soares (Guarapari – ES)
Muros & alma – Cristóvão Manoel Spalla (São Fidélis – RJ)
Mistério vivo – Leda Mendes Jorge (Niterói – RJ)
Heroísmo de rotina – Helena Ortiz (Rio de Janeiro – RJ)
Febre às oito – Néria Antunes de Miranda Vieira (São Fidélis – RJ)
Minha paixão – Ronaldo Honorato Serafim (São Fidélis – RJ)
Crônica carioca – Helena Ortiz (Rio de Janeiro – RJ)
Construção – Cristine Machado Raposo da Silva Paranhos (Saquarema – RJ)
Amor à vida – José Moreira Sobrinho (São Fidélis – RJ)
A rima – Regina Lúcia Neves Tavares (Rio de Janeiro – RJ)
Aborto – Thiago Yuri Gomes Miranda (São Fidélis – RJ)
Jaz – Thiago Yuri Gomes Miranda (São Fidélis – RJ)
Negra – Marco Antônio Comini Christófaro (Pato de Minas – MG)
Viajei no pensamento – Amarino dos Santos Campos (Rio das Ostras – RJ)
Ruas ou O que há por trás da madrugada? – Carla Mangueira (São Fidélis – RJ)
Anos 90 – João Geraldo Martins Evangelista (São Fidélis – RJ)
Plágio – Ronaldo Henrique Barbosa Júnior (Campos dos Goytacazes – RJ)
Poema noturno – Ronaldo Henrique Barbosa Júnior (Campos dos Goytacazes – RJ)

SFn