segunda-feira , 25 junho 2018

Vítimas da tragédia de 2011 recebem homenagens em Friburgo Há sete anos, a cidade sofreu com a maior tragédia climática da história do país

Há sete anos, a cidade sofreu com a maior tragédia climática da história do país

Fotos: Divulgação

Nesta quarta-feira (11/01) Nova Friburgo relembrou a tragédia que atingiu a cidade há sete anos. Nos dias 11 e 12 de janeiro de 2011, o município sofreu com a maior tragédia climática da história do país. Um balanço de março daquele ano apontou 918 mortos, 100 desaparecidos e 34.600 pessoas desabrigadas na Região Serrana.

As fortes chuvas provocaram enchentes e deslizamentos em sete municípios. Para homenagear as vítimas, foi realizado um evento na Praça do Suspiro. Os presentes participaram da produção de bombas de sementes de flores, que foram lançadas das cadeiras do teleférico. A natureza ficará encarregada de fazer as sementes germinarem e florirem, embelezando uma das áreas mais afetadas no desastre de 2011.

A Cruz Vermelha de Nova Friburgo também prestou uma homenagem a todos que se foram na tragédia. No monumento em homenagem às vítimas, foram lançados sinalizadores vermelhos e velas foram acesas.

Atualmente, como forma de prevenção, a cidade conta com sistema de alerta de sirenes instaladas nas áreas de risco. Segundo a Prefeitura, há ainda duas sirenes móveis, doadas pelo INEA, uma sala de monitoramento meteorológico, uma estação robotizada para monitoramento de deslizamento de taludes. A cidade também deve adquirir um radar meteorológico, que fará de Nova Friburgo, uma das poucas cidades no Brasil a possuir o equipamento de alto grau de sofisticação.


Mais do SFn